Morin

Intelectual

“O que é um intelectual? Quando nos tornamos intelectuais? Quer sejamos escritor, universitário, cientista, artista ou advogado, a meu ver, só nos tornamos intelectuais a partir do momento em que tratamos – seja através de ensaio, seja por texto de revista, por artigo de jornal, de maneira não-especializada e além de nosso campo profissional restrito – dos problemas humanos, morais, filosóficos e políticos. É então que o escritor, o filósofo ou cientista se autodeterminam intelectuais.
O termo intelectual tem uma significação missionária, divulgadora, eventualmente militante. Assim a qualidade de intelectual não é determinada pela interação profissional na intelligentsia, ela vem do uso ou da superação da profissão nas idéias. (...)”
Meus Demônios, Bertrand Brasil, 1997.

“A definição da palavra intelectual é muito difícil, embora a palavra seja perfeitamente evidente.
O intelectual não se define pelo trabalho do espírito ou da inteligência. O artesão tem de exercer sempre sua inteligência; o caçador, o pescador precisam ter sempre a mente alerta.
Se pudermos definir o intelectual por seu modo de produção próprio, diremos que o intelectual é aquele que trabalha com as idéias e, principalmente, com as idéias de importância humana, social e moral. Essa definição parece muito restritiva, pois parece excluir, de um lado, os artistas (que trabalham com a forma e a matéria) e os técnicos (que trabalham com as idéias por meio de idéias mas, para/por/em máquinas. Realmente isso parece excluir também os escritores que segundo a distinção de Roland Barthes, escrevem para produzir arte com a escritura, diversamente dos escrevedores, que escrevem para exprimir uma idéia. Contudo, vemos que, desde Montaigne, os moralistas do século XVII e principalmente os “filósofos” do Século das Luzes, são muitos numerosos os escritores/escrevedores e os escrevedores/escritores; e são sobretudo eles que simbolizam ou guiam os intelectuais. (...)
(...) Em suma, a qualidade de intelectual não está estritamente ligada à profissão, ela vem do uso da profissão ou da ultrapassagem do quadro da profissão por e pelas idéias.
O intelectual define-se, pois, por seu trabalho com as idéias, pelas idéias, para as idéias: ele trabalha as idéias. (...)”
Para sair do Século XX, Editora Nova Fronteira, Rio de Janeiro, 1986.

Escreva sobre Intelectual

Digite o resultado da operação matemática abaixo:



Resultado

mais recentes

o que é?

A seção círculo poético é a espinha dorsal deste site. 64 palavras-chave foram selecionadas pela pesquisadora Nurimar Falci, sob orientação de Morin, para proporcionar um acesso inusitado, lúdico e participativo à obra do pensador francês. As palavras são associadas aleatoriamente aos 64 cubos que formam um cubo maior: clique em "índice" para visualizar a disposição espacial das palavras.

Através do "console" (no canto superior direito, abaixo da faixa vermelha) você poderá navegar para as 6 palavras que fazem "fronteira" àquela em que você se encontra.

Leia o texto de Morin, e escreva sobre a palavra-chave que despertar seu interesse...

cima tras dir esq baixo frente
forma