Morin

Messianismo

“(...) Alí está o núcleo de fúria e do delírio políticos modernos: a ocupação do lugar da verdade – Messias. Realmente, outros crimes, outras matanças foram perpetrados (e continuam a ser perpetrados) na história, por uma nação sobre outra, uma etnia sobre outra, um partido sobre outros. Sem dúvida, as grandes religiões da salvação, no seu entusiasmo conquistador, já tinham reconhecido em si todos os direitos de massacres em nome do Deus Salvador. São, aliás, as mais altas energias místico-religiosas, isto é fanáticas, que sob a capa da certeza “científica” animam os que ouviram a Voz e reconheceram a Via.”
"(...) toda pretensão a ocupar de maneira exclusiva o lugar ontológico da classe-Messias, do povo soberano, do devir da humanidade, do sentido da história, carrega em si, não a promessa e de emancipação, mas o terror, o sagrado e a morte; leva às piores violências e dominações contra a classe operária verdadeira, contra o povo verdadeiro, contra a humanidade”.
Para sair do século XX, 1987, Editora Nova Fronteira, RJ

Escreva sobre Messianismo

Digite o resultado da operação matemática abaixo:



Resultado

mais recentes

o que é?

A seção círculo poético é a espinha dorsal deste site. 64 palavras-chave foram selecionadas pela pesquisadora Nurimar Falci, sob orientação de Morin, para proporcionar um acesso inusitado, lúdico e participativo à obra do pensador francês. As palavras são associadas aleatoriamente aos 64 cubos que formam um cubo maior: clique em "índice" para visualizar a disposição espacial das palavras.

Através do "console" (no canto superior direito, abaixo da faixa vermelha) você poderá navegar para as 6 palavras que fazem "fronteira" àquela em que você se encontra.

Leia o texto de Morin, e escreva sobre a palavra-chave que despertar seu interesse...

cima tras dir esq baixo frente
forma