Morin

Terra

“Os novos conhecimentos, que nos levam  descobrir o lugar da Terra no cosmo, a Terra-sistema, a Terra-Gaia ou biosfera, a Terra pátria do humanos, não têm sentido algum enquanto isolados uns dos outros. A Terra não é a soma de um planeta físico, de uma biosfera e da humanidade. A Terra é a totalidade complexa físico-biológica-antropológica, onde a vida é uma emergência da história da Terra, e o homem, uma emergência da história da vida terrestre.”
A cabeça bem feita, Bertrand Brasil, 2000.

“O homem transformou a Terra, domesticou suas superfícies vegetais, tornou-se senhor dos animais. Mas não é o senhor do mundo, nem mesmo da  Terra.”
“Sabemos doravante  que o pequeno planeta perdido é mais do que um lugar comum a todos os seres humanos. É nossa casa, home, heimat, é nossa mátria e mais ainda, nossa Terra-Pátria. Aprendemos que viraríamos fumaça nos sóis e seríamos congelados para sempre nos espaços. É verdade que poderemos partir viajar, colonizar outros mundos. Mas estes, demasiado tórridos ou gelados, são sem vida. É aqui, em nossa casa, que estão nossas plantas, nossos animais, nossos mortos, nossas vidas, nossos filhos. Precisamos conservar, precisamos salvar a Terra-Pátria”.
Terra-Pátria, Editora Sulina, Porto Alegre, 1995.
  
“O planeta terra nasceu nesse tumulto. Originalmente, provável amontoado de detritos cósmicos oriundos de uma explosão solar, ela se auto-organizou através das desordens e dos cataclismas, sofrendo não apenas erupções e tremores de terra mas também o choque violento de aerólitos, do qual um pode ter provocado o arranco da Lua, um outro a extinsão dos dinossauros. (...)”
O Método. A humanidade da humanidade. L´identíté humaine. Éditions du Seuil, Paris, 2001. Tradução livre de Nurimar Falci, São Paulo, 2001.

Escreva sobre Terra

Digite o resultado da operação matemática abaixo:



Resultado

mais recentes

o que é?

A seção círculo poético é a espinha dorsal deste site. 64 palavras-chave foram selecionadas pela pesquisadora Nurimar Falci, sob orientação de Morin, para proporcionar um acesso inusitado, lúdico e participativo à obra do pensador francês. As palavras são associadas aleatoriamente aos 64 cubos que formam um cubo maior: clique em "índice" para visualizar a disposição espacial das palavras.

Através do "console" (no canto superior direito, abaixo da faixa vermelha) você poderá navegar para as 6 palavras que fazem "fronteira" àquela em que você se encontra.

Leia o texto de Morin, e escreva sobre a palavra-chave que despertar seu interesse...

cima tras dir esq baixo frente
forma